Smart grid, uma revolução de baixo para cima

Sem política pública para a implementação de redes inteligentes, a necessidade de reduzir custos e perdas das distribuidoras incentiva a instalação de medidores inteligentes e mobiliza a Aneel para rever regulamentação

O Brasil tem menos de 10% dos mais de 87 milhões de unidades consumidoras com medidores inteligentes instalados. Medidores são apenas o componente mais visível do que se entende como tecnologia de smartgrid. No restante da rede a situação é pior, colocando o país no banco de reservas na implementação das redes inteligentes. O diagnóstico…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine

Comments are closed.