Sete irmãs do baixo carbono

Diante das metas climáticas do Acordo de Paris, as petroleiras europeias, mais suscetíveis às pressões, anseios e influências da sociedade civil, lideram o movimento de transição energética, enquanto as majors norte-americanas ainda "andam de lado"

Foi-se o tempo em que as sete irmãs do petróleo (Exxon, Mobil, Chevron, Shell, BP, Texaco e Gulf Oil) forjavam acordos e retalhavam mapas em segredo para acomodar seus interesses. No mundo atual, onde a pandemia tornou mais urgente os sinais da natureza e intensificou o processo de transformação energética, gigantes globais como Shell, ExxonMobil…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 3,50 por dia.

Assine
Ou

Você pode ler nosso conteúdo exclusivo adquirindo pacotes de créditos para acessar matérias avulsas

COMPRE AQUI

Comments are closed.

Abrir Whatsapp
Precisa de ajuda?
Olá!
Posso te ajudar?