e-revista Brasil Energia 484

70 Brasil Energia, nº 484, 30 de novembro de 2023 bioenergia | POR ESTHER OBRIEM | A Terra Indígena Guarani do Jaraguá, localizada no sudoeste do estado de São Paulo, conta com 36 banheiros baseados na tecnologia de produção de gás renovável. A solução, da HomeBiogas, aproveita os resíduos para geração de biogás, usado na cocção, e produção de biofertilizantes naturais. O modelo completo consiste em um banheiro químico, biotoilet, biodigestor e fogão. O biodigestor, no modelo 2.0, pode ser alimentado com até 4 kg de resíduos orgânicos por dia ou 18 kg de esterco de animal por dia. A partir disso, é possível gerar entre 2 e 3 horas diárias de biogás para cozimento e cerca de 4 litros de biofertilizante natural para plantações. O sistema também conta com um gasômetro de armazenamento, conectado ao biodigestor e com capacidade de até 700 litros. Segundo o coordenador de projetos socioambientais da HomeBiogas no Brasil, Carlos Henrique de Almeida Ferreira, o equipamento usa sacos de areia para criar pressão e o gás renovável queimar como um botijão comum. Ferreira acrescentou que o biogás é seguro, pois, como é mais leve que o ar, se dissipa na atmosfera em caso de vazamento. O banheiro conta com uma manivela para bombeio dos dejetos humanos, Terra indígena em São Paulo gera biogás a partir de esgoto Sistema da HomeBiogas Brasil instalado na terra Guarani Jaraguá aproveita dejetos humanos para geração de gás renovável, usado na cocção, e para produção de biofertilizantes Pajé Karai Yapua (Pedro) com sistema da HomeBiogas Brasil, na terra indígena Guarani do Jaraguá.

RkJQdWJsaXNoZXIy NDExNzM=