e-revista Brasil Energia 484

Brasil Energia, nº 484, 30 de novembro de 2023 41 A Compass e a São Martinho assinaram contrato para comercialização de biometano, a ser produzido a partir da vinhaça de cana-de-açúcar na usina de Santa Cruz, do grupo sucroalcooleiro, localizada em Américo Brasiliense (SP). O contrato tem vigência de cinco anos, com possibilidade de renovação para mais cinco, e garante volume médio de 63 mil m3/dia no período de safra (abril a novembro) a partir de 2025. A construção da planta de biometano da Santa Cruz, um investimento de R$ 250 milhões anunciado pela São Martinho em outubro, marca a entrada da empresa no mercado de gás natural de origem renovável. Em nota, a Compass informou que é o maior contrato do país, em volume, entre um produtor de biometano do setor sucroalcooleiro e uma comercializadora independentes entre si. O negócio potencializa o crescimento do segmento de Marketing & Serviços da companhia. A assinatura do contrato ocorreu dias após a empresa anunciar a emissão de R$ 1,7 bilhão em debêntures com metas ESG, sendo uma delas para aumentar o volume de distribuição de gás renovável. Em agosto deste ano, a Compass anunciou a formação de uma joint venture com a Orizon para formar uma empresa com o objetivo de construir uma planta de biometano no aterro sanitário de Paulínia (SP). Compass e São Martinho fecham contrato para comercialização de biometano Unidade Santa Cruz da São Martinho, em Américo Brasiliense, no interior de SP, onde será construída a usina de biometano empresas

RkJQdWJsaXNoZXIy NDExNzM=