Brasil Energia | Ed. 476 - Agosto, 2022

54 Brasil Energia , nº 476, 1 de agosto de 2022 BIOENERGIA E m 2024, quando a usina em Ribas do Rio Pardo de 384 MW movida a lixívia estiver concluída, o maior conglome- rado brasileiro de papel e celulose, a Su- zano, se consolidará como o maior ge- rador de energia de biomassa do país, inclusive com energia para autoconsu- mo e para ser injetada na rede. Parte de um projeto de expansão de produção de celulose, com orçamen- to estimado em R$19 bilhões chamado Projeto Cerrado​, a usina Suzano RRP1, localizada no Mato Grosso do Sul, é o pico do iceberg de uma história de cres- cente eficiência energética, que levou a maioria das empresas do setor a co- locar a energia como produto de pra- teleira ao lado da celulose, do papel e dos pellets de madeira (hoje crescente- mente produzidos para fins energéticos e não energéticos). Termelétrica a lixívia de 384 MW, em construção no Mato Grosso do Sul, vai atender projeto de expansão da produção de celulose do grupo POR ALEXANDRE SPATUZZA SUZANOSE CONSOLIDACOMO MAIORGERADORCOM BIOMASSANOPAÍS

RkJQdWJsaXNoZXIy NDExNzM=