Gestão de Qualidade – Desafios e Oportunidades de uma área feita para engenheiros

Uma das oportunidades pode estar no segmento metal mecânico, mais precisamente na área de qualidade do processamento de metais

Há sim carreira Além do O&G mesmo para os mais apaixonados Engenheiros de Petróleo de formação. Como estudante de Engenharia de Petróleo, ao longo dos cinco anos de curso vamos criando laços de amor e ódio por diversos segmentos do setor petrolífero. Influenciados por nossas afinidades, no último ano de faculdade geralmente temos muito claro em nossas cabeças aquilo que gostamos e o que não queremos nunca mais ver na frente. Ou pelo menos, tudo aquilo que estamos ou não dispostos a enfrentar para conseguir um lugar no tão disputado mercado de trabalho. Junto a isso, temos a missão de realizar o estágio obrigatório e, preferencialmente, começar a atuar na área em que nos identificamos.

Após muita pesquisa e devido à escassez de vagas no setor, nossa curiosidade de estudantes determinados começa a falar ainda mais alto e começamos a explorar outras áreas com o objetivo de investigar melhor nossos talentos. E assim, começamos a procurar oportunidades Além do Óleo e Gás! A curiosidade para atuar na área e aprender na prática sobre esse mundo pode não nos abandonar, mas o contexto por muitas vezes nos faz mudar um pouquinho de direção. E com isso, encontramos um espaço no mercado de trabalho.

Uma dessas oportunidades pode se encontrar no segmento metal mecânico, mais precisamente na área de Qualidade do processamento de metais.

Estoque de tubos após o processamento do aço.
Estoque de tubos após o processamento do aço.
Fonte: Tuper

 

Este segmento é responsável pela fabricação de produtos para sistemas construtivos, automotivos e de óleo e gás. Já o setor tem suas atividades voltadas principalmente para melhorias de produtos e processos de fabricação. Tais atribuições ligam-se diretamente às formações de Engenharia Mecânica e de Produção. Entretanto, a formação em Engenharia de Petróleo auxilia muito nesta caminhada.

Tubo soldado longitudinalmente através da soldagem induzida.
Tubo soldado longitudinalmente através da soldagem induzida.
Fonte: EFD Induction

 

O perfil analítico que nós Engenheiros desenvolvemos já nos primeiros anos de curso nos diferencia das demais formações quanto a capacidade de análise e interpretação de dados. A base forte e sólida que as disciplinas mais generalistas de engenharia nos fornecem auxilia no desenvolvimento do raciocínio lógico, além do aprendizado mais aprofundado de conceitos de física e química.

Uma disciplina técnica fundamental para atuar nesse setor é a Ciência dos Materiais, na qual são estudados temas como as propriedades mecânicas do aço, mecanismos para aumento de resistência, diagrama e transformação de fases, aplicações e processamento de ligas metálicas. Para garantir que as propriedades mecânicas do material sejam atendidas, realizam-se os testes em ambiente controlado de laboratório, como o ensaio de tração.

Comportamento típico do material e da curva tensão-deformação do ensaio de tração até o ponto de fratura, F. LRT é o limite de resistência à tração e está indicado pelo ponto M.
Comportamento típico do material e da curva tensão-deformação do ensaio de tração até o ponto de fratura, F. LRT é o limite de resistência à tração e está indicado pelo ponto M.
Fonte: CALLISTER; RETHWISCH, 2012.

 

Tanto para o projeto de uma linha de condução de fluidos corrosivos como para o revestimento de um poço de petróleo, o tubo de aço a ser utilizado deve ser selecionado conforme as características geológicas do local de instalação. Por meio do conhecimento adquirido nas disciplinas de Engenharia de Poço, Geologia e Geofísica, compreendemos melhor essa necessidade quando comparado com profissionais de outras engenharias.

Os tubos de revestimento produzidos por padrões e especificações API (American Petroleum Institute) tem suas propriedades definidas no projeto do poço e tem como objetivo isolar as zonas pouco consolidadas e de alta ou baixa pressão.  A garantia de que as propriedades do material serão atendidas é estabelecida pelo produtor dos tubos, responsável por atender às dimensões físicas do produto e realizar os testes de controle de qualidade (2).

Esquema de revestimento de um poço de petróleo.
Esquema de revestimento de um poço de petróleo.
Fonte: ROCHA; AZEVEDO, 2009

 

Além disso, o setor de Qualidade é responsável pela implantação e manutenção do Sistema de Gestão da Qualidade de uma empresa. Regulamentada pela ISO 9001, são muitas as organizações que adotam tal certificação. Seu propósito é a melhoria do desempenho organizacional por meio da melhoria contínua, que procura corrigir erros, reduzir custos e tornar os processos mais eficientes. Além de ampliar a competitividade no mercado, também aumenta o nível de organização interna, facilita o controle da administração, melhora a produtividade e aumenta os lucros.

O Analista de Qualidade também realiza reuniões para discussão de problemas de não conformidade e monitora planos de ação, estando em contato constante com outros setores da empresa. Para isso, a habilidade de trabalhar em equipe, saber se comunicar e conduzir reuniões é fundamental.

A experiência acadêmica que nós graduandos de Engenharia de Petróleo temos que complementa nossas competências técnicas e auxilia no desenvolvimento das soft skills é a participação no Capítulo Estudantil, entidade ligada à Society of Petroleum Engineers – SPE. A participação em reuniões, organização de palestras, eventos e interação com pessoas das mais diferentes personalidades é ponto fundamental em nosso desenvolvimento pessoal. Essas oportunidades nos tornam pessoas mais resilientes e nos  ajudam a desenvolver boa comunicação, fator imprescindível para nos tornarmos profissionais de excelência.

Portanto, lembre-se sempre: estude, faça bons amigos, se envolva ao máximo com a vida universitária, seja em projetos voluntários ou entidades acadêmicas. Comece a estagiar o quanto antes, aumente seu repertório e seu autoconhecimento. Adquirir competências pessoais é tão importante quanto adquirir competências técnicas. Aprenda a se posicionar e amadureça como profissional. Investigue seus talentos e os desenvolva para que se tornem pontos fortes. Trabalhe seus pontos fracos apenas para que não limite o seu potencial. Acredite em você. Isso tudo o fará ir além, seja dentro ou fora do Óleo e Gás.


Referências:


Isabela Péres é formada desde 2018 em Engenharia de Petróleo pela UDESC e atualmente trabalha na empresa Tuper S.A. na Unidade Óleo e Gás como Analista de Qualidade.

Arthur Müzel é Engenheiro de Petróleo e Recursos Renováveis pela Universidade Federal de São Paulo. Parte de sua graduação foi feita no Langara College, em Vancouver (Canada) onde estudou Environmental Sciences e estagiou como assistente de laboratório em um projeto de pesquisa.
Em 2019 iniciou sua trajetória como estagiário na COMERC Energia, onde atua até hoje como Executivo de Relacionamento com o Cliente, na área de gestão de consumidores no Mercado Livre de Energia.

Comments are closed.