A inovação (e o perigo) debaixo d’água

Afetada pela pandemia, saúde dos mergulhadores offshore virou objeto de pesquisa da Petrobras e PUC-Rio, que estão desenvolvendo novas tecnologias para aumentar a segurança desses profissionais

Após três fatalidades ocorridas em 2018, 2019 e 2020, a Petrobras decidiu investir cerca de R$ 16 milhões, via cláusula de PD&I, em um projeto de desenvolvimento de novas tecnologias para os mergulhadores, por meio de uma parceria entre o centro de pesquisa da estatal (Cenpes) com o Instituto Tecgraf/PUC-Rio. A ideia era que essas…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine

Comments are closed.